Thursday, 12 January 2017

Do Natal de 2016 (I)


Do Natal de 2016...

Todos os anos, é sempre o mesmo "problema": muita dificuldade em despedir-me das festividades do Natal, de voltar a arrumar tudo nas caixas...


Catedral em pop-up comprada no Mercado de Natal de Monschau, Alemanha




Presépio em ponto cruz, oferta da Paula (Muito Obrigada!), que vai continuar exposto, claro. ;-)




Um dos cantinhos com postais. Obrigada a quem mos enviou! ;-)



Postal feito à mão, comprado durante o Charles Dickens Festijn, em Deventer. É único - a senhora que os faz não os repete.



Um postal muito querido, enviado por uma amiga holandesa de quem gosto muito.



Outro postal feito pela senhora de Deventer



Wednesday, 11 January 2017

Ainda do Natal que passou...


No Mercado de Natal de Budapeste, na Hungria, no terceiro Domingo do Advento de 2016.

"May the Lord give you Peace."

São Francisco de Assis

Numa iniciativa, para chamar a atenção relativamente aos cristãos perseguidos.




Obrigada a quem me enviou! :-) Gostei muito!!

Pela PAZ!! Em 2017 e nos anos vindouros, em todos os continentes!

Tuesday, 10 January 2017

Arrepiada, hoje, neste momento


Arrepiada, hoje, neste momento. Magnífico.

Independentemente de cores políticas (haja elevação!) e de termos estado de acordo ou em desacordo, aqui e ali, ou até muitas vezes, saibamos focar-nos no essencial e sermos gratos quando o momento se impõe.

Se há máxima que defendo, é esta de Voltaire: "Não estou de acordo com aquilo que dizeis, mas lutarei até ao fim para que vos seja possível dizê-lo.". Uma máxima que vejo pouco praticada no quotidiano, quando, em caso de desacordo, somos cilindrados como inimigos, em vez de considerados como seres dotados de autonomia de pensamento e com o direito a ter uma opinião diferente.

Por isso, mesmo não sendo socialista, laica e republicana, quero dizer que a minha gratidão vai principalmente para o momento em que separou as águas, sem margens para dúvidas, no pós-25 de Abril, e que ficou crystal clearneste célebre debate

Num desabafo muito pessoal, acho que o momento em que menos gostei dele, foi em miúda, quando o ouvi dizer que teríamos de apertar o cinto e vi a angústia da minha mãe, quando balbuciou que não tinha mais buracos no cinto para apertar....

Embora esta conjuntura específica e da qual tenho más recordações (sei bem as faltas que passámos!), acho que é importante não me desviar do essencial, que é a DEFESA DA LIBERDADE. Para mim bem espelhada na máxima de Voltaire e na coragem de muitos, que sofrendo exílios, prisões, degredos e torturas, lutaram para que hoje possamos viver nesta tão sonhada e desejada LIBERDADE (até para discordarmos deles de quando em vez, ou quase sempre, noutras questões). E que nunca esqueçamos que esta LIBERDADE teve um preço muito elevado para muitos corajosos e as respectivas famílias, como a PESSOA que hoje se homenageou. Que saibamos, por isso, estimar e defender, com RESPONSABILIDADE e RESPEITO, esse LEGADO, por todos  e cada um de nós. Sobretudo agora, em que, muitas vezes, é dado, de forma tola, por eternamente adquirido, e me parece cada vez mais frágil e prestes a partir-se a qualquer momento...

Neste espaço de PAZ, que respeita a liberdade de expressão e a diversidade política, religiosa e cultural de todos e cada um.

Um bem-haja a todos!

NB: texto ligeiramente reeditado às 23:45.


Sunday, 8 January 2017

Alma-Tadema no Friesmuseum


Uma exposição que aconselho:

Alma-Tadema - klassieke verleiding
Alma- Tadema - Sedução Clássica

e que pode ser vista até ao próximo dia 7 de Fevereiro, no Friesmuseum, em Leeuwarden.




Lorens Alma Tadema nasceu na província neerlandesa da Frísia, mais precisamente em Dronrijp, a 8 de Janeiro de 1836, ou seja, há exactamente 181 anos. Tendo estudado na Bélgica, radicou-se em 1870, no Reino Unido, onde adopta o nome de Lawrence Alma-Tadema, casando, no ano seguinte, com Laura Epps (que virá a adoptar o nome de Laura Alma-Tadema), também ela pintora e de quem podemos ver alguns quadros nesta exposição. Em 1873, Lawrence adquire a cidadania britânica, e em 1899, é investido como Cavaleiro pela Rainha Vitória, ficando conhecido a partir daí, como Sir Lawrence Alma-Tadema. Virá a morrer em 1912, em Wiesbaden, na Alemanha.

Na fotografia abaixo, a capa do cardápio do almoço: pormenor do quadro " The Coign of Vantage" (1895)




Algumas notas:

Não é permitido fotografar durante a visita.
A entrada com o Museumkaart custa €3.
A tarte de maçã do café do museu é uma delícia! ;-)
Os Frísios são homens muito altos - às vezes, tinha de esperar para conseguir ver os quadros.
As Frísias têm muito estilo e usam uns casacos giríssimos de feltro e malha.
O meu marido ficou encantado com a pintura de Alma-Tadema, que não conhecia, e às vezes, passava por mim (nem sempre estávamos a ver o mesmo quadro) e nem me via (juro!).
Gostei muito de ver o mobiliário da casa do pintor em Londres, bem como pinturas da mulher 
(Laura) e da filha (Anna).
E achei muito interessante ligarem os quadros aos filmes cujos cenários foram por eles inspirados.


Sobre a exposição, ler mais aqui.




Saturday, 7 January 2017

A primeira neve do ano



Desta manhã: a primeira neve do ano

Não foi muita. Já começou a derreter, embora devagar e está um gelo que não se aguenta. Tempo para ficar em casa. Ainda pensei que desse para uma pequena caminhada, mas só se tivesse nevado mais e o real feel não fosse tão gélido...







Bom fim-de-semana!


Friday, 6 January 2017

O Nosso Cacto de Natal


Abriu hoje, Dia de Reis. Continuação de um feliz dia para todos!




(fotografia tirada pelo meu marido com o telemóvel)


Não sou eu que sou negativa, é a temperatura...



Temperatura mínima para hoje: -6
Temperatura máxima:-1
Real Feel:-8

Isto está um gelo, que nem vos digo, nem vos conto...Wish me luck!