Sunday, 1 April 2018

Feliz Páscoa!


Com votos de uma Feliz Páscoa para todos, o bonito trabalho de ponto cruz que a Paula Lima me ofereceu.





Saturday, 10 March 2018

Charlottenburg Palace, Berlim: a Sala Dourada


Iniciar a visita a um palácio com uma sala destas, é qualquer coisa, não acham?




Bom fim-de-semana!



Thursday, 8 March 2018

The Spinner, Palácio de Charlottenburg, Berlim


Para o Dia Internacional da Mulher:

The Spinner (A Fiandeira)

Palácio de Charlottenburg, Berlim










Elas são as mães: 
rompem do inferno, furam a treva, 
arrastando 
os seus mantos na poeira das estrelas. 

Animais sonâmbulos, 
dormem nos rios, na raiz do pão. 

Na vulva sombria 
é onde fazem o lume: 
ali têm casa. 
Em segredo, escondem 
o latir lancinante dos seus cães. 

Nos olhos, o relâmpago 
negro do frio. 

Longamente bebem 
o silêncio 
nas próprias mãos. 

O olhar 
desafia as aves: 
o seu voo é mais fundo. 

Sobre si se debruçam 
a escutar 
os passos do crepúsculo. 

Despem-se ao espelho 
para entrarem 
nas águas da sombra. 

É quando dançam que todos os caminhos 
levam ao mar. 

São elas que fabricam o mel, 
o aroma do luar, 
o branco da rosa. 

Quando o galo canta 
Desprendem-se 
para serem orvalho.


Eugénio de Andrade, Algumas reflexões sobre as mulheres




Wednesday, 7 March 2018

Três Aniversários


Há umas largas semanas, fui deliciosamente surpreendida, no meu café preferido da cidade, por uma canção francesa, que ouvia bastante em criança e ainda hoje gosto muito: L'Oiseau et L'enfant, que venceu o Festival Eurovisão da Canção em 1977 e foi interpretada pela luso-descendente, Marie Myriam


Quero dedicá-la a 3 leitoras e amigas desta casa, aniversariantes deste mês de Março e de quem muito gosto: Sami (02/03); Paula (06/03) e a MR, que faz anos hoje.


Muitos Parabéns, minhas queridas! Que contem muitos e felizes!





Friday, 2 March 2018

We could be heroes, just for one day



Andámos por aqui, por esta canção, a festejar o nosso aniversário de casamento.

Quem adivinha ( as duas leitoras que já sabem não se podem adiantar)? ;-)))





Beijinho e bom fim-de-semana!


Sunday, 18 February 2018

Concerto de Estrelas no Concertgebouw


Na passada terça-feira, fui até ao Concertgebouwsituado junto à Museumpleinem Amesterdão, para escutar Leonidas Kavakos (1967), violinista grego, diversas vezes premiado internacionalmente, Yuja Wang (1987), pianista clássica chinesa, Antoine Tamestit (1979), viola-alto francês, também internacionalmente premiado, e Clemens Hagen (1966), notável violoncelista austríaco, num  emocionante concerto de estrelas, dedicado à música do compositor alemão, Brahms (1833-1897). Sala cheia e grande ovação final. Um concerto muito tocante, passo o pleonasmo.

O convite para o espectáculo partiu de uma amiga chinesa, que ganhou bilhetes de presente da lotaria, com escolha livre dos lugares. Fomos 4, eu muito constipada e com imensa tosse. Valeram-me os rebuçados que me iam dando, que me esqueci completamente de comprar e levar (o primeiro, de mentol, pela senhora da fila atrás da nossa, o segundo pela senhora da fila da frente e os seguintes por uma das amigas, japonesa, e que os tinha recebido do Império do Sol Nascente, via Correios). Mas não era só eu. Cada vez que um número terminava, ouvia-se muito gente a tossir. Uma Holanda muito constipada esta noite, pensei...

Deixo-vos com este video de 2014, de um espectáculo do Carnegie Hall, em Nova Iorque, com dois dos protagonistas do concerto desta terça-feira.  


Votos de um excelente Domingo para todos!




Wednesday, 14 February 2018

From Bulgaria, with Love



Vermelho: a cor do amor e da paixão e que também é a cor do Natal.

Neste dia de São Valentim, uma típica e linda toalha de mesa búlgara, presente de Natal de uma grande amiga, a J.. Obrigada, minha querida! Foste um doce, como sempre. Esta toalha pode ser utilizada como toalha de chá, na mesa da sala de estar ou centro de mesa, na mesa de sala de jantar, como nas fotografias abaixo. O meu marido preferiu esta última hipótese e assim tem ficado.


Toalha de mesa búlgara





Toalha de mesa búlgara: pormenor da franja

Nestes tempos de dias mais curtos e menos luminosos de Inverno, cores como o vermelho, o amarelo e o branco trazem muita vida, luz e harmonia à casa.




Feliz Dia de São Valentim para todos!

Uma canção que, para mim, tem um significado muito especial, por me fazer lembrar muito do meu marido e como ele tem sido e foi o meu suporte, especialmente no ano passado.


Let the sky fall 
When it crumbles 
We will stand tall 
Face it all together 
At skyfall 

Where you go I go 
What you see I see
 I know I’d never be me 
Without the security 
Of your loving arms 
Keeping me from harm 
Put your hand in my hand 
And we’ll stand 








Tuesday, 6 February 2018

Liefs uit Londen


Uma canção que conheci esta manhã por fazer parte dos meus trabalhos de casa das aulas de holandês. Não conhecia e gostei muito.

Com Amor, de Londres
Blof




Continuação de boa semana!


Thursday, 1 February 2018

2018 começou assim há um mês...



O ano de 2018 começou assim, há um mês, aqui na rua...

Nunca tínhamos tido um fogo-de-artifício tão bom...Foi magnífico, durante mais de uma hora.

Uma verdadeira tradição holandesa, onde cada qual compra os seus próprios fogos-de-artifício. Os nossos vizinhos esmeraram-se bastante nestas entradas de 2018.

Nesta noite fria, valeram-nos as tradicionais taças de caldo verde e o vodka e as comidas típicas que os nossos vizinhos arménios partilharam connosco. E os copos de champanhe, claro...By the way, os nossos vizinhos arménios gostaram muito do nosso caldo verde.


As fotografias foram tiradas pelo meu marido com o telemóvel dele.
































Gostei deste início de 2018 tão luminoso, tão prometedor.

O primeiro mês, para já, correu bem. Tenho aproveitado imenso os fins-de-semana para conviver, sair, dançar, beber umas caipirinhas e umas margaritas, celebrando a Vida, a liberdade e a possibilidade de gozar destes pequenos prazeres, sem cirurgias complicadas, sem dores, sem drenos, sem cateteres, sem sacos, sem estadias em hospitais, sem sustos, sem enfermagem domiciliária, enfim, sem tanta coisa que me limitava e entristecia. Só eu e a minha alegria, de novo juntas. Na pista de dança, com os meus amigos.

Continuação de um excelente 2018 para todos!



Thursday, 25 January 2018

From Poland, with Love



Há um mês era Natal e, na nossa Árvore, que nos acompanha desde sempre, estas duas peças feitas pela sogra de uma amiga polaca. Ela e o marido, bem como os filhos, são pessoas muito queridas cá em casa, e estas duas pequenas obras de Arte, em bordado Richelieu, trouxeram-nos ainda mais para pertinho de nós. O último Natal foi assim mais especial, com estas decorações na Árvore, o Calendário de Advento da Paula e uma toalha de mesa típica da Bulgária, em vermelho, que ainda hei-de mostrar aqui. Esta última, ainda exposta na mesa, num delicioso deixar ficar...


Uma Árvore de Natal em bordado Richelieu...




Uma bola de Natal em bordado Richelieu...




Um bom fim-de-semana para todos!





Monday, 15 January 2018

Almere Stad - After the Storm


Um video de uma querida Amiga brasileira a viver na Holanda, mais precisamente em Almere. A nossa cidade vista por ela, depois dos nevões, no mês passado.

 

Tuesday, 9 January 2018

O Calendário de Advento da Paula



Tinha prometido que mostraria o Calendário de Advento que a Paula me ofereceu, já sem os presentinhos alusivos ao Natal que lhe fui adicionando. Ei-lo aqui:




Na Livraria Stumpel, encontrei a fita azul-celeste com estrelinhas para pendurá-lo na parede.


E agora, mais de perto, alguns pormenores do aprumado e brioso trabalho da Paula:













Vou estimá-lo muito, acredita/acreditem! Mais uma vez, obrigada Paula!

Boa semana para todos!



Saturday, 6 January 2018

Noite de Reis


Sim, devido ao carácter tardio do post. ;-)

Queria ilustrar este dia com uma bola de Natal em feltro, que comprámos na Festa das Velas de Natal, realizada no mês passado, no De Orchideeen Hoeve, um orquidário muito bonito, situado na vila de Luttelgeest, na nossa província da Flevolândia. Além dos caminhos e regatos iluminados por velas, havia um mercado de Natal, e foi lá que encontrámos estas giríssimas bolas de feltro para colocar na Árvore. O trabalho é todo ele artesanal.

Esta bola destina-se especialmente a celebrar o Dia de Reis.




Mas comprámos outras. A minha ideia foi formar um presépio na Árvore de Natal.

Para isso, trouxe também, como não podia deixar de ser, a Sagrada Família...




e o pastor e as ovelhinhas...



que juntamente com os Reis Magos, mostrados acima, criou o seguinte efeito final:




Gostaram?


E por fim, deixo-vos com o video promocional do festival. Enjoy! Geniet ervan!





Continuação de bom fim-de-semana!


Wednesday, 3 January 2018

Temporal e boa música


E em dia de forte temporal, nada melhor que uma boa música, daquelas que acolhe e afaga...

Um bom dia para todos!





Monday, 1 January 2018

Feliz Ano Novo!



FELIZ ANO NOVO PARA TODOS!

Um poema


Para você ganhar belíssimo Ano Novo
cor do arco-íris, ou da cor da sua paz,
Ano Novo sem comparação com todo o tempo já vivido
(mal vivido talvez ou sem sentido)
para você ganhar um ano
não apenas pintado de novo, remendado às carreiras,
mas novo nas sementinhas do vir-a-ser;
novo
até no coração das coisas menos percebidas
(a começar pelo seu interior)
novo, espontâneo, que de tão perfeito nem se nota,
mas com ele se come, se passeia,
se ama, se compreende, se trabalha,
você não precisa beber champanha ou qualquer outra birita,
não precisa expedir nem receber mensagens
(planta recebe mensagens? passa telegramas?)

Não precisa fazer lista de boas intenções
para arquivá-las na gaveta. 
Não precisa chorar arrependido
pelas besteiras consumidas
nem parvamente acreditar
que por decreto de esperança
a partir de janeiro as coisas mudem e seja tudo claridade, recompensa,
justiça entre os homens e as nações,
liberdade com cheiro e gosto de pão matinal,
direitos respeitados, começando pelo direito augusto de viver.


Para ganhar um Ano Novo
que mereça este nome,
você, meu caro, tem de merecê-lo,
tem de fazê-lo novo, eu sei que não é fácil,
mas tente, experimente, consciente.
É dentro de você que o Ano Novo
cochila e espera desde sempre.

Carlos Drummond de Andrade (1902-1987), Receita de Ano Novo

(o sublinhado é meu)

Uma canção