Thursday, 25 September 2008

Villandry


From Villandry

Mandado construir por Jean de Breton, Ministro das Finanças de Francisco I, Villandry é o último dos grandes castelos renascentistas construído junto ao rio Loire. Ficou concluído em 1536

From Villandry

O castelo foi propriedade da família Breton até 1754, ano em que foi vendida ao Marquês de Castellane (Provença) que reformou as condições de conforto do castelo de acordo com as comodidades do século XVIII.
Em 1906, o castelo foi adquirido pelo médico espanhol Joachim Carvallo que se dedicou exclusivamente a Villandry, tendo concebido os jardins que podemos admirar actualmente.
Carvallo foi também pioneiro na abertura destes espaços ao público ao fundar em 1924, a “Demeure Historique”, a primeira associação que reuniu os proprietários dos edifícios históricos.

Os quartos de dormir deste castelo encantaram-me...

From Villandry

From Villandry

os quartos de banho...

From Villandry

From Villandry

as salas de estar, de refeições e cozinha...

From Villandry


From Villandry

From Villandry

Villandry é conhecido pelos seus jardins: o Jardim Decorativo, o Jardim da Água, o Jardim das Ervas e a Horta.

O Jardim Decorativo tem quatro temas relacionados com o amor: "O amor apaixonado", "O amor volúvel", "O amor trágico", e " O amor terno", representado na foto.


From Villandry

"O amor terno"...

From Villandry

O Jardim da Água está situado em volta de um grande lago em forma de espelho Luís XV e é o local ideal para relaxar.

From Villandry

From Villandry

A Horta Renascentista é composta por nove quadrados de dimensão idêntica, mas cujos interiores apresentam padrões geométricos diferentes.Também podemos observar, aqui e além, lindas roseiras.


From Villandry

From Villandry

From Villandry
From Villandry

Um deleite para os olhos, Vilandry!

1 comment:

Susana said...

Podia perde-me aqui eternamente. Tem tudo um toque de romantismo; os tecidos das camas, biombos, os jardins extremamente bem estruturados onde nem as couves parecem couves mas sim lindas flores. O tecto com veio de toledo e o que aparenta o céu...magníficos. Gostei da Nossa Senhora numa das salas, da banheira e adorei o quarto de crianças que parece ser de bonecas...tão singelo...