Friday, 12 December 2014

Do Natal, em Lisboa, 2014



Do Natal, em Lisboa, 2014


Natal, para mim, é deixar alegrias em regaços...

E no regaço da minha mãe, já deixei....




As luzes de Natal da Baixa de Lisboa, em fotografias ( a mãe já anda muito pouco e tem muitas dores para poder passear na Baixa).




Um pacotinho de castanhas assadas, quentinhas, que as pernas também não deixam vir comprar.




E alguns presentes a calhar, como uma árvore de Natal pequena, já decorada com uma correntinha e bolinhas douradas, que comprei na Casa e um presépio pequeno, na Nikolaus. A mãe ficou muito contente, pois já não tem forças nem agilidade para montar a árvore grande e o presépio tradicional. E assim, também já não terá trabalho a desmontar tudo e a limpar a sala. 

Outros miminhos que vieram da Casa: uma rosa num vaso branco que traz um spray com cheirinho a rosas e que fica muito bem no quarto de dormir e um outro spray, de lavanda, para a sala.

E nesta semana que passou, já...:

a "obriguei" a ir à cabeleireira e à esteticista. Neste momento, já tem o cabelinho cortado, pintado e penteado, bem como, sobrancelhas, unhas e buço arranjados. Rejuvenesceu 10 anos;

pus casacos e gabardines a arejar na varanda;

retirei do roupeiro todas as saias e calças que precisavam de arranjos de costura (bainhas subidas, apertos de cintura...), dividi em sacos, de acordo com as estações do ano, e a costureira já está a fazer os ajustes. A mãe está bem mais pequenina, devido aos problemas da coluna, e mais magra também. E sem força de braços para "dar a volta" ao guarda-roupa;

substituí a sapateira, que já estava velha, e com a ajuda de um vizinho, levei-a escadas abaixo, até ao contentor do lixo; comprei-lhe uma nova e já fizémos a selecção dos sapatos que pode e não pode calçar (a mãe já tem os pés um bocado inchados e deformados);

fiz sacos (menos que o habitual) de roupa e sapatos para dar e outros para deitar fora;

Tarefas que não podem ser feitas pela senhora que vai limpar a casa. Além de exigirem uma certa intimidade, a senhora é da Geórgia e não fala português muito bem, o que dificulta a comunicação.

Dei alguma folga à minha madrinha e à vizinha que costumam dar o apoio mais contínuo: deitar o lixo fora, estender e apanhar roupa e trazer as compras da mercearia. Fiz recados e dei as voltas necessárias: como ir levantar dinheiro ao Multibanco, enviar encomendas pelo correio, carregar o telemóvel na papelaria ou ir buscar medicamentos à farmácia.

E já bebemos um copo de Porto juntas, a acompanhar as fatias de Sericaia da minha amiga C.

Também já lhe dei a caixa da praxe de chocolates "Mon Chérie"...

e partilhámos um belo de um bacalhau cozido.

Estou cansada, mas feliz.

Bom Natal a todos!!

PS: 

Obrigada, meus queridos, pelos comentários aqui deixados. Um beijinho muito especial a todos e a cada um!
João, não tenho fotografias das casas de Cabo Verde (não achei as da Ilha do Sal particularmente bonitas e, por isso, não fotografei). Beijinho grande! 

13 comments:

Margarida Elias said...

Belas fotografias. Queria ver as luzes da Baixa mas ainda não tive oportunidade. Gostei da frase sobre o Natal ser uma forma de oferecer alegria. Assim seja! Beijinhos e bons preparativos para o Natal!

Presépio no Canal said...

Vale a pena lá ir. Acho que os teus filhotes vão gostar muito e que se vão divertir imenso todos juntos. ;-)
Um beijinho grande para ti! :-)

João Menéres said...

Uma boa filha é o que tu és, Sandra !
As Mães merecem tudo o que lhes pudermos dar !

Já tinha ido ao Google ver imagens de todas as ilhas.
Realmente, tirando alguns hoteis ( que para o caso não me interessariam ) tens toda a razão : Cabo Verde não tem uma arquitectura típica colorida.

Um beijo e BOM NATAL.

Presépio no Canal said...

As casas são muito pobres e precisam de obras e pintura. As estradas e os passeios ao redor também estão em muito mau estado...Não me senti bem a fotografar. Preferi trazer comigo os rostos alegres daquele povo...

Obrigada, João, pelas tuas palavras carinhosas. O meu pai faleceu muito novo, aos 40, de cancro no esófago. Resta-me a minha mãe. Tento que todos os momentos valham a pena (até porque estou longe). Como já alguém disse, só fica connosco, aquilo que damos...;-) E eu quero ter muitas recordações para o futuro...Beijinho grande. :-) Bom Natal!

João Menéres said...

Obrigado, Sandra.

Um beijo especial.

ana said...

Sandra,
Um belo presente.
Um carinho muito bonito.
Feliz Natal na Holanda ou em Portugal.
Beijinho. :))

Presépio no Canal said...

Obrigada, Ana. Para ti, também, Um Feliz Natal! Beijinhos! :-))

Sami said...

Que belas decoracoes de Natal tem Lisboa.
Uma filha carinhosa, boa e preocupada com a sua Mae idosa.
Bom Natal Sandra para si e familia, beijinhos

Crocheteando...momentos! said...

Ainda bem que teve belos momentos!!! Bj amigo

Presépio no Canal said...


Obrigada, Sami, pelas suas palavras gentis e carinhosas. :-)
Um Bom Natal para si e os seus! Beijinhos! :-)

Presépio no Canal said...

E apanhei sol, Graça - desde que cheguei, até que regressei. Bj amigo.

GL said...

Deus a abençõe Sandra.
Se já tinha por si uma estima/simpatia muito especiais esses sentimentos subiram exponencialmente depois de ler este post que, mais não é, do que um testemunho de um imenso amor por sua Mãe. Não, não é por tudo o que fez em termos práticos, é pelo carinho, pelo amor, pela ternura que se adivinham. Num mundo, onde impera o egoísmo, o testemunho do seu amor filial é um bálsamo para aqueles que não o suportam.
Obrigada por esta bela partilha.

Um santo Natal para ambas, para todos aqueles que estima.

Beijinho.

Presépio no Canal said...

Muito Obrigada, GL, pelas suas palavras tão amigas e reconfortantes.
Um beijinho muito grande e um Santo Natal para si e os seus, com muita LUZ e AMOR no sapatinho! E SAÜDE, o bem maior! :-) Bem haja!