Wednesday, 4 January 2017

Do ano de 2016 - um ano de muitas estreias ( III e último)



Da primeira vez...


(Setembro)

...que fomos ao Hotel De Wereld, em Wageningen, onde foi assinada a Capitulação Nazi nos Países Baixos.


A Sala da Capitulação





...e por lá almoçámos, no Restaurante "O Mundo" e onde, pela primeira vez, comi arenque.





...que andámos a passear pela ponte Erasmus, em Roterdão, e vimos o "De Rotterdam" do arquitecto Rem Koolhaas ( fotografia abaixo).




...que visitei o Tassenmuseum (O Museus das Malas), em Amesterdão.


;


...que passeámos por Weesp à noite.





...que comi cheesecake japonês (fotografia da amiga que o confeccionou).








(Dezembro)


...que visitámos as Casas-Cubo de Roterdão.





...que estivemos em Monschau, na Alemanha, e no seu mercado de Natal.





...que vimos Emmy Strik, a criadora do Charles Dickens Festijn, e a conhecemos...





Deixo-vos com a tradução de um poema holandês que encontrei em Dezembro na estação de comboios de Almere Centrum...


Como a luz da manhã 
se desvanece nos cortinados
desfazem-se os últimos sonhos

Ouvem-se os sons lá fora
oriundos do jardim
os passos de um vizinho nas pedras
um chocalho que tilinta

Hoje é o primeiro dia
de algo novo
onde ninguém ainda esteve


Fetze Pijlman, De eerste pad, 1986

...o som de um instrumento musical que ouvimos pela primeira vez, este Novembro: Kora, uma harpa-alaúde de 21 cordas....

...e os links dos textos que mais gostei de escrever por aqui:

É Verão ( 20 de Julho de 2016)

Zelândia, meu Amor (25 de Julho de 2016)

Weesp, minha doce Weesp  (7 de Agosto de 2016)

Das noites abafadas do Estio holandês (15 de Setembro de 2016)

É Outono ( 13 de Outubro de 2016)

Uma tarde outonal em Amsterdam (24 de Outubro de 2016)


10 comments:

Paula Lima said...

Entrar num local cheio de peso histórico ou encontrar alguém que de alguma forma para ela contribui dá um prazer maior à nossa vida.
Adorei as malas ;-)
Gostei ainda mais deste apanhado I, II e III de um ano em posts de descobertas!
Bom dia

MR said...

Uma boa maneira de recordar o ano passado e nos recordar alguns posts.
Bom dia!

Margarida Elias said...

Giostei muito do poema. Beijinhos!

bea said...

Interessante. Ao ler o poema que deixou no final reparo que hoje é sempre algo novo para todo o mundo. Em cada hora e cada minuto. E isso bastaria para dar gosto à vida. E no entanto, quanto mais ela dá...tem de ter mesmo grandes amantes:). É forçoso.

João Menéres said...

Como me escaparam estas tuas postagens ?
A foto das CASAS CUBO não aparece aqui. Só o ?

Presépio no Canal said...


João,

Não sei explicar porque isso acontece...:-(
Talvez mais logo apareça. É uma foto que já tinha publicado no post das Casas Cubo.

Presépio no Canal said...


Paula,

Este ano, quis pôr alguns passeios em dia, no que aos Países Baixos diz respeito, como a Sala da Capitulação, por exemplo. Há já alguns anos a viver cá e ainda não tínhamos lá ido...Shame on me! ;-)
Bom dia! :-)

Presépio no Canal said...


MR,

Gosto de compilações - até por ajudarem a recordar situações ou acontecimentos que já nem me lembrava...:-)
Bom dia!

Presépio no Canal said...


Margarida,

Aqui que ninguém nos ouve, gosto ainda mais da tradução...;-))
Não me fica nada bem dizer isto, mas pronto...:-))
Beijinhos!

Presépio no Canal said...


Bea,

Concordo. E quanto melhores amantes formos, mais interessante e sorridente será a Vida, creio. :-)
Bom dia! :-))