Tuesday, 26 May 2009

Mau Tempo no Canal

Ontem à noite, deitei-me cedo; estava muito cansada. O dia foi longo e os pés estavam inchados. Andei muito.Já no dia anterior também. Queria uma noite serena, sossegada.Fiquei-me no desejo. Mau Tempo no Canal...muitas trovoadas, muitos relâmpagos.Grandes estrondos.Senti medo porque parecia que os raios iam partir os seis metros quadrados de janela do nosso quarto. Tive medo que os vidros se partissem. Tive medo de ser atingida por um raio. Fui à sala. Pior ainda. Parecia um cenário de guerra. As japonesas brancas do janelão, também ele de seis metros quadrados, permitiam ver a imensa luz e a violência dos trovões, reflectindo depois pelas paredes, brancas também.Parecia que estavam a cair bombas dentro da sala e que havia explosões lá fora.Fugi para o quarto onde só ouvia o barulho, mas não via nada.Os cortinados são opacos em veludo castanho...

7 comments:

said...

Que tempestade!
Eu gosto de trovoada e chuva, mas quando estou no quentinho de casa e a trovoada está longe!
Beijinhos!

socasmoinhosebicicletas said...

É verdade, foi assustador!
Já viste o belo dia que fez e como tudo mudou em segundos? Foi tão estranho.
Acordei várias vezes durante a noite com o estrondo dos trovões, que atrofio.

Vermelho morango said...

até eu fiquei com medo, só de ler!

O meu olhar said...

O importante é que já passou:) beijinhos

Susana said...

Eu por acaso gosto de ver...e no mar então é lindo. Mas respeito muito.
A minha mãe assim que começam os trovões acende uma velinha a Sta. Bárbara para protecção e fecha tudo...entra em pânico.
Mas pronto já passou e aposto que te sentiste ainda mais feliz com os teus cortinados castanhos de veludo! ;)

Presépio no Canal said...

Ai Susana, nunca vi nada assim e olha que passei por uma bem complicada ainda no Verão passado, no sul de França...
Ninguém dormiu e no dia seguinte andavam todos zombies...

Vermelho morango said...

é uma descarga de inergia brutal.