Saturday, 14 February 2015

A Igreja de São Pedro e São Paulo em Amsterdam


Na semana passada, a convite da minha amiga I., fui assistir à Missa, em Amesterdão, na Igreja de São Pedro e São Paulo, também conhecida pela Igreja do Papagaio.

A primeira vez que lá entrei foi no ano passado, também com a I. Já tinha passado em frente desta igreja inúmeras vezes. No entanto, ou estava fechada, ou eu ia com pressa e assim se passaram 6 anos sem nunca lá ter entrado.

Ontem, fui lá novamente porque me faltavam duas fotografias para este post, a da frente da igreja...




...e a do famoso papagaio.

Esta igreja é conhecida pela Igreja do Papagaio por ter pertencido a um comerciante de aves durante o período em que o Catolicismo era praticado em segredo. 




Infelizmente, tive muita dificuldade em entender a homilia, que se realizou em neerlandês. Esta já foi a segunda vez que tentei ir a uma Missa na língua nativa. É muito frustante não perceber a maioria das coisas (textos religiosos são mais complexos). Ainda o que percebi melhor foi a oração a São Brás para nos proteger das doenças, enquanto o padre nos abençoava um a um. Bom, eu também não tenho ido a muitas Missas... No total, desde que cá estou, assisti a 6, praticamente uma por ano, e a maioria delas, em inglês.




Verdade seja dita, que não sou uma católica muito praticante no que aos rituais da Igreja diz respeito. Mas, considero-me uma mulher de Fé, frequentei as aulas de Religião e Moral Católicas na Escola Secundária e procuro ajudar o próximo, diariamente, no âmbito das minhas possibilidades. No entanto, às vezes, sinto falta de ir à Missa ou de ir rezar a uma igreja. Hoje, a viver em Almere, uma área maioritariamente protestante, nem sei bem onde se fazem Missas católicas. Creio que é numa igreja protestante. Ora, não é bem a mesma coisa: eu gosto dos meus santinhos...

Imagem de Santo António na Igreja do Papagaio




Situada na movimentada Kalverstraat, a principal artéria comercial da capital, a Igreja do Papagaio é uma igreja pequena, do século XVII, que fazia parte de uma casa e estava escondida por um jardim, e onde o culto católico foi celebrado às escondidas, até meados do século XIX. Da autoria de Gerrit Moele, é de estilo neo-gótico, conhecido também por estilo Guilherme II (1840-1849), que se caracteriza essencialmente pela utilização de estuque e madeira.

Na foto abaixo, o interior da Igreja



A todos (católicos ou não), esta simpática igrejinha convida-nos a dedicar 15 minutos do nosso tempo ao silêncio, à introspecção e à oração (a kwartier voor God), no fundo, a um momento mais profundo de meditação.

Os painéis seguintes e que se encontram à entrada da igreja são da autoria de Antoon Molkenboer (1872-1960).

Cristo e Maria Madalena, que aqui simboliza a mulher mundana às compras na Kalverstraat




A Cruz



Uma perguntinha para aqueles que já vieram a Amesterdão ou para os residentes nos Países Baixos:

Já algum de vós visitou esta Igreja?

10 comments:

Margarida Elias said...

Que bonito! Bjns!

Crocheteando...momentos! said...

Eu adorei Amesterdão e esta igreja é maravilhosa!!!
Bj amigo e bom carnaval!

João Menéres said...

Descreves tudo tão bem, Sandra !...
Estive um dia em Amsterdam e nessa altura não tinha o livro-guia do American Express e os meus objectivos eram outros.

Agora sim, fiquei com imensa curiosidade d conhecer a Igreja de São Pedro e São Paulo !

Um beijo Amigo.

GL said...

A média é baixinha, 6 missas ano, enfim!:))
Estou a brincar, Sandra, como é óbvio.
A Igreja é lindíssima. E o papagaio? Enorme! Que bonito!
Achei curioso o facto de o padre abençoar as pessoas individualmente. Cada terra com seu uso...

Beijinho, Sandra, bom fim-de-semana.:))

Presépio no Canal said...

Obrigada, João, pelas palavras tão gentis. :-)

Quem sabe em Maio, não conheces esta igreja? :-)

Beijinho amigo.

Presépio no Canal said...

Boa, GL!! :-))
A média não é baixinha, é baixíssima!! :-))
A benção foi uma bela surpresa. :-)
Beijinho amigo.

Presépio no Canal said...

Margarida e Graça, fico contente que tenham gostado. :-)

Beijinho! :-)

Sami said...

Engracada a historia do papagaio relacionado com a igreja.

João Menéres said...

Os planos foram por água abaixo, Sandra...
Lamento muito.

Presépio no Canal said...

Oh, que pena! :-(

Abraço forte, João.