Tuesday, 10 May 2016

Limpeza de esgotos


No passado mês de Abril, recebemos uma carta da autarquia (gemeente) a informar que, na semana seguinte, iria ter lugar a limpeza de esgotos (vuilwaterriool reinigen) nas ruas do bairro. Nessa carta, explicavam como ia decorrer a limpeza, qual a importância da mesma e os cuidados a ter nessa altura, tais como baixar os tampos das sanitas e colocar água nos cifões para evitar maus cheiros. Na carta, davam também os contactos da empresa responsável pela execução dos trabalhos, a utilizar em caso de dúvidas, e os contactos da autarquia, em caso de queixas a apresentar. Ainda há poucos dias, pagámos €328 de Imposto Anual de Saneamento Básico. Mas sinto valer a pena pagar impostos neste país: há respeito e consideração pelas pessoas e pelos cidadãos. Gostei do facto de termos sido informados por escrito, atempadamente, e de forma detalhada e rigorosa. E especialmente, do carácter preventivo desta limpeza, de modo a evitar aborrecimentos e problemas no futuro. Gosto de serviços pró-activos, com visão estratégica de médio-longo prazo e boa gestão de recursos públicos.

14 comments:

Sami said...

Assim acontece em paises em que ha respeito pelos seus cidadaos. E realmente um prazer pagar impostos quando somos bem servidos pelas nossas autarquias e governantes!

João Menéres said...

Quem me dera queaqui também fosse assim, Sandra !
E limparam yudo ?

Um beijo, Sandra querida.

Margarida Elias said...

:-) É organização! Aqui, pelo contrário, ontem caiu uma árvore mesmo ao lado da escola da minha filha e podia ter magoado alguém seriamente... Beijinhos!

Presépio no Canal said...

Sami,

So true!! Na mouche.
O mesmo sucede com o Imposto Imobiliário Municipal, que também pagámos há pouco tempo.
No nosso caso, aqui em Almere (só posso falar do que conheço), colocaram fibra óptica em todas as casas, sem pagarmos mais por isso. Chegaram aqui e perguntaram se queríamos e nós dissemos que sim (se calhar, houve pessoas que não quiseram, não sei...). Isto para dar um exemplo de como os impostos são aplicados. A mesma coisa com a questão do isolamento sonoro que já contei.
E se formos a ver, sai muito mais barato a todos nós (Estado e Sociedade), se os recursos forem bem geridos.
É verdade que no primeiro semestre andamos um bocado mais apertados com uma série de impostos para pagar, mas vale a pena. :-) Assim, dá gosto.

Presépio no Canal said...

João,

Creio que sim (os holandeses são muito organizados). O trabalho foi exterior (na rua). Mas quase não se notou.
É como as obras na C&A - estão a decorrer obras na loja, mas nem as vês e compras tudo muito bem à mesma (fui lá comprar peças em algodão biológico para a minha mãe e vi; ouves uns barulhinhos, mas não se vê nada).

Beijinhos, querido Amigo!!

Presépio no Canal said...

Margarida,

Exactamente. E com organização, poupa-se muito - sobretudo em (possíveis) dissabores como o que partilhas aqui. Ainda bem que ninguém se feriu...Imagino o susto.
Beijinhos!

bea said...

Em Portugal essa forma de trabalhar é ficção.

Presépio no Canal said...

Bea,

E é pena...Ganharíamos todos com isso.

Crocheteando...momentos! said...

Aqui...temos de requisitar o serviço à Câmara e paga_se!
Bj

MR said...

Primeiro é preciso educar as pessoas para não meterem pensos higiénicos, sacos de plástico e fraldas pelas sanitas abaixo. E que as pessoas queiram ser educadas, que me parece ser o principal problema.
Todas já vimos nas casas de banho públicas cestos para o efeito e material desse a bailar nas retretes.

Presépio no Canal said...

Graça,

Um beijinho e bom fim-de-semana!

Presépio no Canal said...

MR,

Não me diga que isso ainda se encontra!...É triste. :-(

Joana said...

Eu também não me importo de pagar impostos, quando sei que são bem usados :)

Presépio no Canal said...

Joana,

Tal qual. ;-) Dá gosto ver o dinheiro bem aplicado. Ruas em bom estado, por exemplo.