Friday, 15 August 2008

O Baú da Susana

Tinha quatro, cinco, seis anos e adorava subir ao sótão da casa da minha avó. Ali havia duas divisões.Um quarto com cama de casal e dois baús. Nesse quarto, dormira a minha tia e a minha mãe até casarem. Eu gostava de ir para lá dormir a sesta e mexer nos baús,onde encontrava,muito bem engomadas, roupas da adolescência da minha tia e da minha mãe e colchas bordadas....
Na saleta em frente, estava o meu berço, o meu cavalo e mais algumas coisas que não me recordo.Depois, ainda havia um espaço rebaixado, onde eu guardava a minha bicicleta.
Desde essa época, que adoro sótãos, baús, espaços secretos, memórias e descobertas inesperadas, histórias. Na blogosfera, encontrei um Baú que gostei muito: o Baú da Susana.
A Susana é uma mulher de 37 anos com muito talento. Pinta, borda e tem ideias giríssimas.
Às vezes, andamos às voltas sem saber o que havemos de dar no Natal ou no Aniversário ou simplesmente quando nos apetece, ou porque queremos dar uma nova vida a uma peça que temos lá em casa, ou encontrámos no sótão da avó, e não sabemos como, ou pura e simplesmente, dar algo mais original e pessoal.
No Baú da Susana, houve peças que me deliciaram:
O quadro "A Senhora e o Menino", acho-o muito leve e com muito gosto. Foi bordado a ponto cruz para oferecer à avó. A minha mãe iria gostar muito. Tenho a certeza.
A tela "O Mundo da Cristiana" é linda e muito adequada para oferecer a uma amiga ou prima que acabou de ter mais uma princesa.
A "Cómoda da Andreia" é das mais bonitas caixas de maquilhagem que vi até hoje para oferecer em datas tão especiais como os 18 anos.
Amei o "Baú da Mariana" para guardar o diário, as canetas e a agenda, super pessoal e nosso cantinho secreto. Esta ainda vou encomendar para mim, mas sem o Leão, porque ao contrário da Mariana, eu não sou sportinguista.


1 comment:

Susana said...

Quando somos pequenos a curiosidade faz-nos ter mais olhos de ver do que quando crescemos...procuramos um mundo inteiro para abraçar...reviramos arcas e sotãos mesmo empoeirados e procuramos. Procuramos o desconhecido das anteriores gerações, procuramos identificação, procuramos magia e sonho.
Foi toda esta mistura de sentimentos e o gosto por estas artes decorativas que me levou a começar. É sempre bom fazermos o que gostamos, depositarmos nas coisas o nosso carinho e receber de volta um olhar sorridente e carinhoso de agradecimento.
Além disso o meu pequeno blog tem servido para conhecer igualmente pessoas maravilhosas com as quais me identifico também e isso é muito bom.
Vivemos só dois dias, num deles conheço pessoas especiais e no outro posso agradecer a sua passagem na minha vida.
Um beijinho, minha querida e boa amiga