Sunday, 30 November 2014

Cabo Verde, Ilha do Sal, Salinas de Pedra do Lume



Eu acredito, de certa forma, no Destino. No dia que vimos as Salinas de Pedra do Lume e a Buracona, não estava, de todo, previsto. No dia anterior, tínhamos tentado falar com a representante da agência de viagens para marcar lugares na excursão, mas sem sucesso. Supostamente, a senhora estaria no hotel entre as 9h e as 9h30, mas não apareceu. Assim, decidimos ir para Santa Maria, à praia. Ao almoço, fomos ao restaurante da Ângela à procura de Cachupa tradicional, mas também sem êxito - tinha sido no dia anterior. E nós a seguir o motto de Cabo Verde, "Sem stresses".

O calor, entretanto, começou a apertar e falamos em apanhar um táxi que nos leve ao Hotel. Meu dito, meu feito, surgiu um no horizonte. O rapaz, muito simpático, sugere levar-nos às Salinas e à Buracona, após ouvir a nossa história. "Amanhã?" perguntámos. "Amanhã?! Não! Agora, que o tempo está bom!" Gostei da resposta rápida, divertida, espontânea. Negociámos o preço, que foi de amigo, como ele disse, porque éramos portugueses e simpáticos. Foi assim, que chegados ao Hotel, nem saímos e seguimos em direcção às Salinas para flutuar um bocadinho. O sal, disseram-nos, era óptimo para a pele. Eis, pois, as Salinas de Pedra do Lume. Espero que gostem.















4 comments:

Crocheteando...momentos! said...

Ainda bem que o taxista deu uma bela sugestão... BJ

João Menéres said...

Que maravilha, Sandra !

Sami said...

Deve ser divertido flutuar nas aguas salgadas. Acho que nunca vi tanto sal...

Margarida Elias said...

Belas fotografias! Beijinhos!