Monday, 8 December 2008

Why I left Portugal

Foi com gosto que tomei conhecimento do novo site da Família Real Portuguesa.

Admiro muito Dom Duarte Pio por vários motivos:pela Campanha Timor 87, pela defesa da ecologia e da agricultura biológica, pela defesa do mutualismo e do cooperativismo, pela defesa do património arquitectónico e paisagístico, pelo apoio à Lusofonia através da Fundação Dom Manuel II, pela defesa do transporte ferroviário e marítimo, pelo apelo à coerência e atitudes lógicas, pelo apoio ao tecido produtivo português...

Identifico-me muito com as ideias que defende e tenho-me mantido informada das suas acções.

Um desabafo...

Ando farta da corrupção, da falta de democracia que existe no meu país (sim, democracia não se vê só na possibilidade de votar), farta do consumismo desenfreado, da falta de lucidez e de inteligência cívica e política, do recurso por tudo e por nada ao crédito, farta, farta, farta!!!!Por isso, nos viémos embora.
E de consciência tranquila: não contribuí para o encarecimento do dinheiro porque raramente recorri ao crédito, tenho descontos desde os 18 anos e desde essa época que me sustento: curso, pós-graduação, computadores, viagens, livros, mobiliário para a casa, a mim o devo, não aos bancos, mas sim ao meu espírito de poupança e de trabalho.

Nunca quis comprar casa ou carro porque estava a recibos verdes e achei que nesse contexto não devia. Também nunca tive empregada doméstica.
Não fiz viagem de finalistas porque na época não me pareceu oportuno. Mas já visitei onze países e metade deles conheço bastante bem e tudo à minha custa. Casei-me pelo registo da forma mais discreta possível. O país já estava em crise e não nos pareceu adequado ir gastar dinheiro numa boda. A lua-de-mel foram três dias em Monsaraz.

Posso dizer que saí do meu país sem dever um cêntimo às Finanças ou à Segurança Social, à senhoria, à seguradora ou a qualquer loja onde tivesse entrado.

Tenho as minhas obrigações familiares todas cumpridas, sempre fui boa aluna e cuidei da minha saúde. Os custos do Estado Português comigo foram mínimos, portanto.

Da parte que me toca, sempre ajudei a minha Pátria. Não gosto como está agora. Não gosto. Farta!Farta!

Sorry pelo desabafo, mas estava engasgado. Eu fico pasma com as notícias que vou lendo aqui, cada dia é uma pior que a outra! Enfim!


3 comments:

sonia said...

como concordo! eu ja deixei de ler noticias ha muito tempo! voltar.... nem pensar! so quando nao precisar do sistema e para gozar a minha reforma algures num monte alentejano!

quanto ao teu pedido, escrevi um poema para o meu cunhado, assim nada de especial, metade encontrei na internet outra metade consegui escrever sozinha com ajuda de uma pagina onde escreves uma palavra e ela te da muitas mais que rimam...

ele pediu cd's e fiz uma piada pelo facto de nunca pedir musica que conheco e utilizei um trocadilho. ele pediu jonny lang e eu dei-lhe johnny logan, tu sabes, aquele dos anos 80 e do eurosongfestival, posso-te enviar via email se quiseres!

jinhos

Presépio no Canal said...

Olá, Sónia,Bom Dia!

Podes enviar o mail para presepio.no.canal@gmail.com

que página essa que encontres palavras que rimam? muito interessante...

Johny Logan, claro!Também dancei !
Dançar Slows tão bom!!!:)

Beijinhos,

Ricardo Gomes da Silva said...

Excelente ,cara Sónia

entre os monarquicos e portugueses conscientes da gestão danosa a que tem sido votada a Nação desde há 100 anos, temos perseguido um plano que se adeqúe ás expectativas que todos, nós portugueses, temos para o futuro das gerações futuras

dois sites utéis:
http://www.somosportugueses.com/
http://idp.somosportugueses.com/site/

Se quiser contribuir será bem vinda, tal como todos os que tenham uma ideia clara para o futuro de Portugal

Contrariamente aos republicanos clubites e partidarites estamos abertos a todas as opiniões úteis

Viva SAR D. Duarte Pio
Viva Portugal

bem haja