Wednesday, 17 August 2016

Ainda no Rio Vecht...

Ainda no rio Vecht...

Esqueci-me de colocar estas fotografias no post anterior. Assim sendo, fiz um novo, e juntei um poema e um concerto.

Barcos adormecidos


Patos despertos e também adormecidos



Urgentemente

É urgente o amor.
É urgente um barco no mar.
é urgente destruir certas palavras,
ódio, solidão e crueldade,
alguns lamentos
muitas espadas.

É urgente inventar alegria,
multiplicar os beijos, as searas,
é urgente descobrir rosas e rios
e manhãs claras

Cai o silêncio nos ombros e a luz
impura, até doer.
É urgente o amor, é urgente
permanecer.

Eugénio de Andrade, in Até Amanhã, 1956


Um concerto que vi no Heineken Music Hall em Amsterdam em 2010. Podem ver as fotografias aqui.




4 comments:

Crocheteando...momentos! said...

Adoro este poema!
Os olhares são lindos...tal como o vídeo!
Bj

Presépio no Canal said...

Graça,

Também é um dos meus poemas favoritos. :-)

Bj amigo!

MR said...

Gosto muito de rios e mar com barcos. Mas nunca farei um cruzeiro, a não ser nos fiordes da Noruega.
Bom fim de semana!

Presépio no Canal said...

MR,

O meu marido está sempre a falar nesse cruzeiro. Pelas fotografias que já vi na net, deve ser lindíssimo.
BFS!