Tuesday, 12 April 2016

Entre a Vondelstraat e a Overtoom



Domingo de sol sem um passeio a pé não é Domingo...

Na Overtoom, uma das principais artérias da cidade, conhecida pelos seus múltiplos cafés e restaurantes, mas também belos edifícios...

Neste, um casal balouçava as pernas, sentado à janela, a gozar o sol...(a fotografia não mostra)



Já no regresso, próximo da Leidseplein...



Na Vondelstraat, junto ao Vondelpark

Esta casa de canto, situada junto à igreja, alberga uma enorme biblioteca pessoal e familiar...



Há casas magníficas por aqui....

Ricas em detalhes...

Pequenas esculturas...



Varandas trabalhadas a ferro forjado...Portas magníficas... Jardins bem cuidados...



E a Igreja, belíssima e imponente ( as fotografias não fazem jus)...

De kerk van Heilig Hart van Jezus ( A Igreja do Sagrado Coração de Jesus), também conhecida pela Igreja do Vondel...




Da autoria de P.J.H. Cuypers (1827-1921), data da segunda metade do século XIX. Este arquitecto projectou mais de 100 igrejas, sendo esta considerada a sua obra-prima. Cuypers foi também o arquitecto responsável pela Amsterdam Centraal Station e o Rijksmuseum.



Uma parte tranquila da cidade, muito boa para passear, onde sabe bem estar...




Na rua, vislumbrámos um casal sentado à porta de casa (os holandeses gostam de puxar as cadeiras para a rua em dias de sol). As duas filhas brincavam no passeio, à-vontade...

12 comments:

Crocheteando...momentos! said...

Quando viajei pelos Países Baixos...apercebi_me desses detalhes!
Seus olhares são lindos!
Com a idade...apercebe_mo_nos do quão bela é a arquitetura por essa Europa fora!
Gostei dos detalhes...bj amigo

Presépio no Canal said...

Graça,

Muito obrigada! Que bom que gostou. O sol também ajudou. :-)
Concordo consigo - vamos apurando o olhar com o passar do tempo.
Bj amigo! :-)

Marta Moura said...

Pormenores lindos, adorei!

Presépio no Canal said...


Marta,

Obrigada. Amsterdam é uma cidade rica em detalhes. :-)

Margarida Elias said...

Que passeio bonito! gostei das casas. Beijinhos!

Presépio no Canal said...

Margarida,

Casas diferentes entre si, mas que acabam por combinar bem.
Beijinhos!

Love Adventure Happiness said...

É uma linda cidade :D

Presépio no Canal said...

Vera,

É verdade e com recantos muito bonitos. :-)

João Menéres said...

Mais uma magnífica postagem, Sandra !
Gostei de tudo, mas a 1ª das tuas fotografias fez-me cá uma inveja...


Um beijo ( No Domingo, aqui, granizou e trovejou ! )

Presépio no Canal said...

João,

É também a minha favorita e por isso abriu o post, embora o passeio tenha começado pela Voldelstraat, junto à igreja. :-)
Muito obrigada pela tua sempre generosidade.
No Domingo, trovejou?! Este clima anda todo virado do avesso. Já vamos a meio de Abril e a Primavera tarda em chegar...

Um grande beijinho.

bea said...

Talvez seja verdade que a atenção ao pormenor apura com o tempo. Mas só em algumas pessoas. Noto que a arquitectura do norte da Europa é mais rica em pormenor, isso sim. Abundam reentrâncias e ângulos - talvez para possibilitar mais entradas de luz -, nichos em esquinas insuspeitas, santos virados ao mundo, guardando ruas e casas; por sua vez, os telhados são um próprio estar, têm tratamento vip e todos se enfeitam graciosos: ele são dobras, janelicos e mansardas, gráceis estatuetas. Julgo que a falta de sol e a necessidade de beleza levam o homem à criação, põe claridade onde ela falta. Mecanismos de compensação sempre bem vindos:)

Oh, o que eu gosto da claridade despida do sul, quanto aprecio a sua conversa animada face à compostura circunspecta do norte. Mas, em cada uma, sua beleza.

Presépio no Canal said...

Bea

Não poderia concordar mais - "Julgo que a falta de sol e a necessidade de beleza levam o homem à criação, põe claridade onde ela falta". Na mouche.